Fissura Por Doce


 

Quando alimentos ricos em gordura, açúcar ou cafeína são ingeridos, áreas do cérebro responsáveis pelo vício são ativadas, semelhante ao que acontece com quem bebe ou fuma, por exemplo. No caso dos doces, quem gosta muito, corre o risco de ter o cérebro ‘viciado’ pelos circuitos de prazer que o alimento ativa. No entanto, algumas pessoas são compulsivas e podem não perceber.

O perigo é que, quanto mais vontade de comer doce a pessoa tem, mais ela vai procurar por alimentos com cada vez mais açúcar para sentir a sensação de prazer, diminuir a ansiedade e saciar o vício, formando um ciclo vicioso. Isso acontece por causa do índice glicêmico dos alimentos, que é a velocidade com a qual o carboidrato daquele alimento se transforma em açúcar e é absorvido pelo corpo.

Se a pessoa come um doce em jejum, por exemplo, ela não tem nenhuma proteína ou gordura associada, o que fará o pico do índice glicêmico subir, podendo até causar uma reação de hipoglicemia. Isso acontece porque o açúcar do doce vai logo para o sangue e a descarga de insulina faz com que ele seja absorvido pelo organismo rapidamente.