Magnésio e Diabetes


post-magnesio

O magnésio é um dos meus queridinhos, praticamente presente em todas as minhas receitas por seus inúmeros benefícios. O livro da foto acima é escrito por um grande estudioso no assunto, Dr. Arnoldo Veloso. Adoro cada vez ler mais comprovações sobre o assunto. Boa leitura!

———————————————————————————

A dieta é amplamente creditada como tendo um papel crucial no desenvolvimento do diabetes tipo 2. Presente em alimentos, como cereais integrais, oleaginosas, frutas e vegetais verdes, estudos apontam o magnésio como um cofator essencial para as enzimas envolvidas no metabolismo da glicose, sensibilidade à insulina e, portanto, na prevenção do diabetes. Recentemente, uma meta-análise publicada em Biomedical and Environmental Sciences, adicionou mais evidências sobre a relação entre o alto consumo deste mineral e o baixo risco de desenvolver a doença.

 

Para a meta-análise, cientistas da Universidade de Nantong (Tong da), China, selecionaram 15 documentos com 19 estudos prospectivos, totalizando 539.735 participantes de ambos sexos e 25.252 casos de diabetes. Os resultados encontraram uma relação não linear entre a ingestão de magnésio e o diabetes tipo 2 (dose-resposta). O ajuste de curvas mostrou que o risco da patologia diminuiu com uma maior ingestão de magnésio quando o consumo foi inferior a 300mg/dia, ocorrendo uma diminuição da tendência após este valor.

 

De acordo com o autor Tian Xu e colegas, acredita-se que o efeito protetor do magnésio sobre o diabetes é mediado através da homeostase da glicose. A deficiência de magnésio é acreditada como danosa para as células-beta, afetando a produção de insulina. Além disso, estudos intervencionais anteriores observaram que a suplementação de magnésio impede a insensibilidade à insulina induzida pela frutose e reduz níveis de glicose no plasma em jejum, igualmente em diabéticos e não diabéticos.

Para aqueles que têm como objetivo reduzir o risco de diabetes tipo 2, o estudo indica que 300mg/dia de magnésio pode gerar uma contribuição benéfica, especialmente para aqueles com baixo nível basal.

———————————————————————————-

A suplementação de minerais é sempre melhor na forma quelada. Procure um profissional qualificado para maiores informações.

NOTA DO EDITOR:

Uma meta-análise é uma revisão onde se soma uma série de trabalhos isolados – com uma abordagem estatística – para que se obtenha uma amostragem maior, com o objetivo de comprovar, ou não, achados dos

trabalhos isolados e menores. A conclusão de uma meta-análise sobre estudos bem projetados é considerada uma forte evidência científica, passando a ser uma comprovação de uma hipótese e podendo ser indicada na prática médica baseada em evidências. Portanto, a importância dessa meta-análise comprovando que o magnésio pode ser um importante aliado na prevenção do diabetes tipo 2.

Fonte: Revista Essentia Pharma Edição 9